Terminologia técnica para o membro superior

Abdução


Refere-se normalmente a um movimento para fora do centro do corpo. Em próteses de mãos, descreve o movimento de abrir os dedos (abrindo a mão) ou estender ou separar os dedos.

Adução


Um movimento em direção ao centro do corpo. Nas próteses de mãos, o movimento em conjunto dos dedos (fechando a mão).

ADL (atividades da vida diária)


Atividades da vida diária, como se vestir, comer, dormir, ir ao banheiro

Amputação


Uma amputação é o corte de um osso em tecido saudável ou o corte de uma parte do corpo em uma articulação (desarticulação). Existem vários níveis de amputação.

Nível de amputação


O nível de amputação é o nível (altura) em que uma parte do corpo é cortada. Os níveis de amputação em próteses do membro superior são:

  • Amputação de dedo/polegar
  • Amputação parcial da mão
  • Amputação carpal/transcarpal
  • Desarticulação da mão
  • Amputação transradial (amputação abaixo do cotovelo)
  • Desarticulação do cotovelo
  • Amputação transumeral (amputação acima do cotovelo)
  • Desarticulação do ombro e amputação inter-toraco-escapular

Sistema Axon-Bus


O termo "Axon-Bus" refere-se a um padrão de comunicação uniforme entre os componentes protéticos. Além disso, o sistema Axon-Bus é um sistema de próteses independente. Seu componente mais importante é a mão Michelangelo. Os usuários beneficiam-se do funcionamento aprimorado da mão.

Bilateral


Dos dois lados, ou seja, os dois braços ou as duas pernas, por exemplo, são afetados(as).

Comunicação digital dos componentes protéticos


Esse é um tipo de comunicação entre os componentes protéticos. Os benefícios incluem:

  • Alta resistência a interferências
  • Transmissão rápida e segura dos dados

Controle digital de uma prótese


A velocidade da prótese pode variar, por exemplo, ao abrir e fechar, rotacionar, ou se elevar e abaixar.

Dismelia


Uma má-formação congênita, diferenciada de acordo com os seguintes níveis:

  • Amelia: a ausência de toda a extremidade.
  • Focomelia: a mão ou as partes dela estão conectadas diretamente ao ombro.
  • Ectromelia: a ausência de uma seção intermediária do comprimento de um osso longo, a mão está presente (defeito longitudinal).
  • Peromelia: a ausência de parte do braço.

Próteses híbridas


As próteses híbridas sempre utilizam duas tecnologias diferentes em conjunto e simultaneamente. Por exemplo, uma prótese com alimentação de energia externa (MyoHand) pode ser combinada com uma prótese com alimentação de energia do corpo (articulação de cotovelo) em uma protetização de braço. A abertura e o fechamento da mão são alimentados por energia externa (sinais mioelétricos), enquanto que a flexão e a extensão do antebraço, nesse caso, são realizadas com o uso de um cabo com alimentação de energia do corpo.

Sistema de bateria integral


Uma bateria instalada permanentemente que não é removida para ser recarregada.

Contralateral


O lado oposto ao lado afetado.

Sistema de bloqueio


O adaptador e o pino de bloqueio para travar o liner e a prótese juntos.

Liner


O liner é uma cobertura parecida com uma meia para o membro residual, e atua como uma "segunda pele" entre o tecido macio móvel do membro residual e a cobertura dura do encaixe. Protege e amortece áreas delicadas e sensíveis à pressão do membro residual e conecta o membro residual à prótese. Os liners são flexíveis e agradáveis para a pele, mas ainda assim firmes o suficiente para evitar um alongamento indesejado. Os liners de braços proporcionam conforto e segurança ao usuário.

Prótese mioelétrica de braço


As próteses mioelétricas são próteses alimentadas por energia externa. Toda contração de músculo gera tensão elétrica na pele, que é usada para controlar a prótese com acionamento elétrico.

Próteses de braço passivas


As próteses de braço passivas são usadas para recuperar a aparência externa, e são a preferência das pessoas cuja imagem externa é especialmente importante. Entretanto, as possibilidades funcionais são limitadas a um simples contra-apoio ao pegar objetos.

Proporcional


A força e a velocidade de retenção podem ser controladas pelos sinais de músculos de várias forças.

Propriocepção


O retorno dos receptores do tecido (pele, músculo, cápsula, tendão).

Supinação


A rotação externa da mão, ao girar o antebraço, de modo que o raio e a ulna fiquem paralelos entre si, após a rotação. Com o braço suspenso, a palma agora fica para frente (para o pé: levantar o lado interno do pé enquanto, ao mesmo tempo, abaixa o lado externo do pé).

Prótese de teste


Uma prótese destinada para o teste do formato do encaixe, volume, funcionamento e design da prótese final.

Prótese de braço controlada por cabo


As próteses de braço controladas por cabos são próteses alimentadas pela energia do corpo. São "braços preênseis ativos", cuja função protética é controlada pela energia do corpo do próprio paciente, por exemplo, do membro residual e/ou da cintura escapular. Os movimentos são acionados por meio de um cabo do corpo à prótese.