Problemas de coluna

Os problemas de coluna relacionam-se à dor que ocorre em várias regiões da coluna. As causas comuns dos problemas de coluna são danos devido à sobrecarga ou uma combinação de danos mecânicos (p. ex., pinçamento de um nervo) e degenerativos (sinais de desgaste), bem como fatores psicossomáticos.


Causas

A dor na coluna é causada por fatores físicos (orgânicos) e/ou psicossomáticos, bem como maus posicionamentos e suporte de carga incorreto. As causas possíveis incluem:

  • Lesões como uma fratura ou deslocamento do corpo vertebral, ou uma ruptura da raiz nervosa
  • Inflamação
  • Desgaste (degeneração): Os quadros clínicos incluem artrose, osteoporose, Morbus Bechterew, discos herniados, instabilidade da coluna vertebral, desequilíbrios musculares ou diferenças de comprimento dos membros inferiores resultando em distúrbios da estática corporal.

Para cerca de 90% de todos os casos de dor na coluna, não é encontrada uma causa específica. Os procedimentos de diagnóstico incluem raios X e tomografia por ressonância magnética.

Sintomas

Distingue-se a dor na coluna entre dor radicular, quando há a irritação de uma raiz nervosa – por exemplo, devido a um disco herniado – e a dor pseudorradicular. Neste último caso, a dor é causada por alterações nas pequenas articulações da coluna vertebral.

Outras características diferenciais podem ser:

  • Lumbago: dor na coluna de aparecimento súbito
  • Dor crônica na coluna: dor na coluna que persiste por mais de três meses
  • Dor na coluna inferior e dor irradiante para os membros inferiores
  • Perda de controle das funções dos membros inferiores
  • Distúrbio da função da bexiga

Frequência

60 a 70% das mulheres com idade de 30 a 60 anos e 65 a 80% dos homens sofrem de dores na coluna. Mais de 75% das dores de coluna têm sua origem na região lombar. A dor na coluna é a segunda causa mais comum de internação hospitalar. Ela é o principal fator para a aprovação de tratamento médico-hospitalar pelo seguro previdenciário e também uma causa de incapacidade física e ocupacional. Quase 50% de todas as requisições de aposentadoria precoce estão relacionados a esse problema.

Na Alemanha, são tratados 31 milhões de casos de dor na coluna por ano. Destes, 87,5% envolvem queixas agudas e 12,5% são crônicos. Estima-se que os custos causados por esse problema sejam da ordem de 49 bilhões de euros na Alemanha. Sendo assim, o tratamento e a reabilitação dos indivíduos afetados não são apenas uma importante missão médica, como também um fator econômico!

Tratamento

O tratamento depende da causa das queixas e geralmente é conservador no início, ou seja, sem uma cirurgia. A cirurgia é efetuada apenas em casos raros. O prognóstico é bom para a maioria das pessoas com dor na coluna. Em mais da metade dos casos, a dor desaparece em uma semana e aproximadamente 80% dos pacientes recuperam-se bem após duas semanas com o tratamento adequado que inclui terapia da dor, dispositivos ortopédicos como órteses/suportes de coluna e fisioterapia. As diretrizes publicadas pela associação dos especialistas ortopédicos e pela Comissão de Fármacos da Associação Médica Alemã ressaltam que somente as medidas que envolvem a participação ativa do paciente (p. ex., fisioterapia ativa, o uso de órteses funcionais, comportamento compatível com a coluna no local de trabalho, etc.) são úteis a longo prazo.


Abaixo, apresentamos exemplos de produtos usados na ortetização. Se um produto é realmente adequado para você ou se você terá condições de aproveitar plenamente a funcionalidade do produto dependerá de vários fatores diferentes. Sua constituição corporal, condição física e um exame médico detalhado também são fatores importantes. Seu médico ou o seu técnico ortopédico também decidirá qual a ortetização mais apropriada para você. Teremos muito prazer em apoiá-lo.


Produtos correspondentes