Poliomielite/Pós-poliomielite

A poliomielite é uma doença infecciosa causada por um vírus. O vírus da poliomielite ataca predominantemente o sistema nervoso central (cérebro e/ou medula espinhal). A paralisia ocorre em 0,1% de todas as infecções.


Causas

A infecção é causada pela ingestão de alimentos contaminados. Dessa forma, o vírus entra na boca e na cavidade faríngea. Daí, ele se espalha para os intestinos, onde se multiplica e é finalmente excretado nas fezes.

O período de incubação (tempo decorrido desde a infecção até o início da doença) é em torno de 6 a 10 dias. Quando a infecção para nesse estágio, a doença é chamada de poliomielite assintomática ou abortiva. É o caso de aproximadamente 4 a 8% dos indivíduos afetados.

Sintomas

Nos primeiros estágios da doença, são observados sintomas não específicos que podem ocorrer em outras infecções viróticas: náusea, dor de cabeça, febre e eventualmente diarreia. Em cerca de 1% das infecções de pólio, o vírus ultrapassa a barreira do trato intestinal e penetra na medula espinhal e no cérebro através da corrente sanguínea. Isto também leva a uma forma não paralítica da poliomielite que se manifesta por dor na cabeça, nuca e costas. Em apenas 0,1% das infecções aproximadamente, o vírus ataca diretamente as células nervosas da medula espinhal e/ou do cérebro, causando paralisias e caracterizando, então, a forma paralítica.

Os sintomas das sequelas tardias da poliomielite/síndrome pós-poliomielite são:

  • Ausência geral de força e resistência
  • Fadiga extrema
  • Dificuldade em respirar e deglutir
  • Intolerância ao frio
  • Dor nos músculos e/ou articulações
  • Fraqueza/dor muscular aumentada
  • Atrofia muscular
  • Instabilidade/deformações articulares crescentes
  • Cãimbras
  • Contrações musculares (fasciculação)
  • Alterações do padrão da marcha e/ou uma maior tendência a cair

Tratamento

Visto que não existe uma terapia antivirótica causal, o tratamento é limitado a medidas sintomáticas, que incluem repouso no leito com enfermagem cuidadosa, posicionamento correto e fisioterapia. Além de uma fisioterapia adequada, o tratamento posterior também inclui a ortetização, através da qual é possível obter uma melhora da mobilidade após a doença aguda.


Abaixo, apresentamos exemplos de produtos usados na ortetização. Se um produto é realmente adequado para você ou se você terá condições de aproveitar plenamente a funcionalidade do produto dependerá de vários fatores diferentes. Sua constituição corporal, condição física e um exame médico detalhado também são fatores importantes. Seu médico ou o seu técnico ortopédico também decidirá qual a ortetização mais apropriada para você. Teremos muito prazer em apoiá-lo.


Produtos correspondentes