Espinha bífida (Espinha aberta)

A espinha bífida (espinha aberta) é uma malformação da medula espinhal e da coluna vertebral. Ambas desenvolvem-se no embrião a partir do chamado tubo neural e, por essa razão, a espinha bífida também é designada como um defeito do tubo neural. Os defeitos do tubo neural são a segunda malformação congênita mais frequente depois dos defeitos cardíacos. A espinha aberta ocorre mais frequentemente na região da coluna lombar e no sacro do que na coluna torácica e cervical.

Há várias formas e graus de gravidade da espinha bífida:

  • Espinha bífida aberta (spina bifida aperta)
  • Espinha bífida oculta (spina bifida occulta)


Causas

As causas da espinha bífida ainda não estão completamente esclarecidas. Sabe-se que essa malformação da medula espinhal ocorre entre a terceira e a quarta semana de gestação, em virtude do não fechamento do tubo neural. O tubo neural é um estágio inicial no desenvolvimento do sistema nervoso central. Sua extremidade inferior origina a medula espinhal e a coluna vertebral, enquanto que a superior origina o cérebro e o crânio.

A deficiência ou um distúrbio do metabolismo do ácido fólico (uma vitamina B) durante a gestação é considerada uma causa comum da espinha bífida. Mulheres que tomam anticonvulsivos durante a gestação para o controle da epilepsia têm um risco aproximadamente um por cento maior de que seus bebês desenvolvam a espinha bífida aberta.

Sintomas

Os sintomas podem variar amplamente. A localização da fissura formada determinará se a malformação afetará a região da coluna vertebral e com que gravidade. A espinha bífida oculta ocorre às vezes de forma completamente assintomática. O arco vertebral está dividido em dois, porém sem o comprometimento da medula espinhal. Por isso, essa malformação frequentemente não é detectada. Por outro lado, uma espinha aberta, em que há também a divisão das meninges espinhais e/ou da medula espinhal, pode ter sequelas leves a graves. No caso da chamada spina bifida aperta, os sintomas variam de queixas quase imperceptíveis até limitações graves como a paraplegia.

Tratamento

O tratamento depende da gravidade da malformação espinhal. Em alguns casos, a forma leve dessa malformação não requer tratamento algum. A espinha bífida aberta, pelo contrário, pode estar associada a um defeito grave. Neste caso, é indicada uma intervenção cirúrgica dentro de 48 horas após o nascimento. O tratamento com fisioterapia e dispositivos ortopédicos, como as órteses, pode ser útil para compensar deformações articulares decorrentes da espinha bífida.


Abaixo, apresentamos exemplos de produtos usados na ortetização. Se um produto é realmente adequado para você ou se você terá condições de aproveitar plenamente a funcionalidade do produto dependerá de vários fatores diferentes. Sua constituição corporal, condição física e um exame médico detalhado também são fatores importantes. Seu médico ou o seu técnico ortopédico também decidirá qual a ortetização mais apropriada para você. Teremos muito prazer em apoiá-lo.


Produtos correspondentes